noticias-corporativas

Turismo: conversão digital auxilia setor, diz especialista

Turismo deve contratar 478 mil trabalhadores formais até fevereiro de 2022; especialista explica conceito de Turismo 4.0 e como colocar a modalidade em prática

São Paulo – SP 24/11/2021 – Neste momento de retomada, a transformação digital no setor do turismo – o chamado ‘Turismo 4.0′ – tem ajudado e pode ajudar ainda mais nos próximos meses

Turismo deve contratar 478 mil trabalhadores formais até fevereiro de 2022; especialista explica conceito de Turismo 4.0 e como colocar a modalidade em prática

Após o “baque” sofrido pela pandemia de Covid-19, o setor de turismo tem expectativa de recuperação, com a contratação de 478 mil trabalhadores formais até fevereiro de 2022. A estimativa é da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), que prevê a geração de uma média de 82 mil vagas de trabalho na alta temporada, com destaque para oportunidades temporárias.

Ainda segundo o balanço, as atividades turísticas devem faturar cerca de R$ 172 bilhões entre os meses de dezembro e fevereiro, o que pode ser decisivo para elevar o volume de receitas ao patamar registrado antes da crise sanitária.

Desde março de 2020, período que marca a chegada da pandemia ao país, o turismo foi um dos setores mais afetados, conforme demonstram dados do MTur (Ministério do Turismo), por meio da “2ª edição da Revista Dados & Informações do Turismo sobre os impactos da pandemia de Covid-19 nos setores de Turismo e Cultura do Brasil”. Segundo o órgão, houve redução de 59% no faturamento do setor – a publicação é resultado de um compilado de informações do MTur, do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e de diversas entidades da área.

Na análise de Ícara Cardoso, CEO da Sou Guia, empresa que atua com roteiros turísticos, neste momento de retomada, a transformação digital no setor do turismo – o chamado “Turismo 4.0” – tem ajudado e pode ajudar ainda mais nos próximos meses.

O que é o Turismo 4.0?

Cardoso explica que o Brasil e o mundo já vivem a era pós-digital, também conhecida como 4.0. “A digitalização já era uma realidade em curso, mas, com o advento da pandemia, experimentamos uma verdadeira revolução digital. Hoje, o mundo real e o virtual estão integrados, e o turismo também faz parte disso”.

Ainda segundo o especialista, o Turismo 4.0 consiste na utilização, cada vez mais intensa, de elementos como Inteligência Artificial, IoT (Internet of Things, ou Internet das Coisas, em português) e Big Data, além de computação em nuvem e robótica.

Segundo pesquisa da Superdigital, fintech do Grupo Santander, oito em cada dez brasileiros (84%) das classes C e D pretendem aproveitar as promoções da Black Friday, que em 2021 ocorre no dia 26 de novembro, sendo que 7% pretendem investir em viagens.  “Em 2020, apenas 2% dos entrevistados tinham esse objetivo”, observa Cardoso.

“Neste momento de retomada, empresas de roteiros turísticos, companhias aéreas, terrestres e náuticas, hotéis, empresas de tecnologia e operadoras, dentre outras, devem se mobilizar para atender essa demanda, utilizando as novas tecnologias e agilizando processos, com o objetivo de otimizar recursos e oferecer as melhores experiências aos consumidores”, afirma.

Por que as empresas do setor devem investir no Turismo 4.0?

O CEO da Sou Guia destaca que os consumidores brasileiros buscam agilidade, conveniência e soluções personalizadas em todas as etapas da sua jornada de compra, na palma da mão, especialmente no pós-pandemia. O uso da internet pelo celular do brasileiro, ademais, aumentou 23% entre janeiro de 2020 e junho deste ano, conforme a pesquisa “Tendências e Comportamentos Digitais 2021”, da Comscore, empresa especializada em medição de audiências on-line.

“Como exemplo de inovação tecnológica do Turismo 4.0, podemos citar os tickets e cashbacks, já utilizados por algumas empresas e que podem impulsionar o setor. Em uma solução de roteiros turísticos que atua com Turismo 4.0, um viajante que faz um destino turístico pode criar um roteiro e compartilhá-lo com amigos e familiares”, afirma.

“Após o compartilhamento”, prossegue, “aqueles que recebem o roteiro pronto com as dicas e trajetos podem receber cashback. Além disso, a pessoa que fez o roteiro também pode receber o mesmo valor em cashback de todas as pessoas que compraram tickets por meio do roteiro criado. Ou seja, todos ganham nessa economia do compartilhamento”.

Cardoso considera que inovações como esta podem melhorar o setor de experiências no médio prazo. “Vários segmentos da economia estão passando por mudanças, o que é um caminho sem volta. O consumidor já se adaptou às novas tendências tecnológicas, motivo pelo qual as empresas do mercado devem se reinventar, investindo todos os seus recursos no Turismo 4.0”, conclui.

Para mais informações, basta acessar: https://souguia.com.br/

Website: https://souguia.com.br/

Colunistas

Geek Inclusiva
Geek Inclusiva (8)

Me chamo Alice Caroline, sou deficiente visual, paratleta, apaixonada por atletismo, estudante do ensino médio e amante do mundo geek e dublagem. Inclusão vai além de rampas e placas de escrita braile.

Lemana
Lemana (1)

Centro LEMANA - Lar Espírita Maria de Nazaré, localizado no Macapá-AP. Uma Instituição vinculada a Federação Espírita Brasileira que tem por objetivo principal a prevenção e a posvenção ao suicídio e a assistência aos enlutados e sobreviventes. Existimos desde maio de 2018

Poetas Azuis
Poetas Azuis (4)

Grupo lítero-musical amapaense formado pelos poetas Pedro Stkls e Thiago
Soeiro. Desde 2011 trabalham na divulgação da poesia por meio das
apresentações cênicas e também nas redes sociais. Atualmente o grupo reúne
mais de 100 mil seguidores no Instagram

Publicidade