Notícias

Descaso: Pedalinhos da  praça Floriano seguem literalmente afundados na lagoa

Uma das praças mais tradicionais de Macapá, Praça Floriano Peixoto, completou aniversário recentemente e mesmo com o parque de iluminação revitalizado, um dos símbolos mais importantes da praça, que são os pedalinhos, seguem literalmente abandonados. Nesta terça-feira, 26, quem passou pelo local se deparou com os brinquedos afundados na lagoa, um verdadeiro descaso com o patrimônio e desperdício do dinheiro  público.

 

O enfermeiro Jorge Gomes utiliza a praça como espaço de atividades físicas, relatou o sentimento de ver o descaso. “Eu sempre pratiquei exercícios aqui na Floriano Peixoto, inclusive gostei muito da instalação da academia ao ar livre, mas hoje quando cheguei aqui e vi os brinquedos desse jeito, é de cortar o coração”, comenta.

Um dos símbolos mais importantes da praça, que são os pedalinhos, seguem literalmente abandonados.

 

Os Pedalinhos foram comprados e colocados na praça no ano de 2018, em 2019 uma empresa chegou a ser contratada pela fazer a manutenção dos brinquedos e assim garantir que a população pudesse usufruir do brinquedo, um lazer muito procurado na praça. Além da empresa, vermelhinhos também colaboravam com a limpeza dos brinquedos e a Guarda Municipal mantinha a ronda na praça, como forma de evitar depredação do espaço público.

 

Pedalinhos em 31 de dezembro de 2020

A reportagem do Portal Lado B entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Macapá, mas até a publicação da matéria a mesma não se manifestou sobre o caso.

Colunistas

Geek Inclusiva
Geek Inclusiva (8)

Me chamo Alice Caroline, sou deficiente visual, paratleta, apaixonada por atletismo, estudante do ensino médio e amante do mundo geek e dublagem. Inclusão vai além de rampas e placas de escrita braile.

Lemana
Lemana (1)

Centro LEMANA - Lar Espírita Maria de Nazaré, localizado no Macapá-AP. Uma Instituição vinculada a Federação Espírita Brasileira que tem por objetivo principal a prevenção e a posvenção ao suicídio e a assistência aos enlutados e sobreviventes. Existimos desde maio de 2018

Poetas Azuis
Poetas Azuis (4)

Grupo lítero-musical amapaense formado pelos poetas Pedro Stkls e Thiago
Soeiro. Desde 2011 trabalham na divulgação da poesia por meio das
apresentações cênicas e também nas redes sociais. Atualmente o grupo reúne
mais de 100 mil seguidores no Instagram

Publicidade