Notícias

Desde 1999 agricultor do Curiaú faz jornal com notícias da comunidade

No quilombo do Curiaú, em Macapá, desde 1999 circula um jornal feito por um agricultor querido da comunidade, seu Sebastião, o Sabá do Curiaú.

Histórias, anúncios, denúncias, comentários, ponto de vista, fazem parte da publicação, que em junho chegou ao nº 124, com muito empenho de seu Sabá e seus colaboradores. Impresso em papel A4, em preto e branco, o Jornal do Quilombo tem o patrocínio em cópias de uma parceira, e os manuscritos do seu Sabá são digitados por pessoas que fazem de tudo para que o jornal, que é distribuído gratuitamente por ele, de bicicleta, não pare de circular.

Seu Sabá estudou até o 5º ano, tem 59 anos, é casado, tem três filhos, um é médico em Rondônia, outra é formada em RH e o terceiro estuda medicina. Ele tem orgulho em dizer que o progresso dos três está relacionado ao seu trabalho e de sua esposa na roça.

Seu Sabá tem três livros escrito: Curiaú, Sua Vida e Sua História; A resistência de um Povo; e A Marca de Uma Geração. Um verdadeiro exemplo de amor e dedicação ao saudável vício de escrever, mesmo sem ganhar nada, nem ter diploma na parede, apenas por gostar de contar histórias, manifestar descontentamento da população e denunciar o que faz mal e incomoda os quilombolas.

 

Mariléia Maciel

Redação Lado B

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Colunistas

Geek Inclusiva
Geek Inclusiva (8)

Me chamo Alice Caroline, sou deficiente visual, paratleta, apaixonada por atletismo, estudante do ensino médio e amante do mundo geek e dublagem. Inclusão vai além de rampas e placas de escrita braile.

Lemana
Lemana (1)

Centro LEMANA - Lar Espírita Maria de Nazaré, localizado no Macapá-AP. Uma Instituição vinculada a Federação Espírita Brasileira que tem por objetivo principal a prevenção e a posvenção ao suicídio e a assistência aos enlutados e sobreviventes. Existimos desde maio de 2018

Poetas Azuis
Poetas Azuis (4)

Grupo lítero-musical amapaense formado pelos poetas Pedro Stkls e Thiago
Soeiro. Desde 2011 trabalham na divulgação da poesia por meio das
apresentações cênicas e também nas redes sociais. Atualmente o grupo reúne
mais de 100 mil seguidores no Instagram

Publicidade