Polícia

Polícia Federal apura fraude no lançamento de candidatura feminina nas eleições de 2020 no Amapá

A PF deflagrou na manhã desta segunda-feira, dia 14/06, a Operação Cilada*, com o objetivo de reprimir os crimes de falsidade ideológica eleitoral e apropriação indébita de recursos eleitorais no pleito de 2020.

Doze policiais federais deram cumprimento a três mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, sendo dois em Macapá/AP e o outro em Itaubal/AP.

A investigação teve início após a apresentação à PF de uma notícia de crime feita pelo Ministério Público Eleitoral dando conta de um esquema fraudulento que funcionaria da seguinte forma: um dos investigados, usando de artimanha, conseguiu os documentos de uma mulher para lançá-la como candidata nas eleições de 2020. O objetivo seria atingir a cota de participação política da mulher. Para tanto, ele teria oferecido uma quantia em dinheiro a ela.

No entanto, as investigações apontaram que os dados informados para registro de candidatura junto ao Tribunal Regional Eleitoral eram de outra pessoa. A mulher investigada afirma que não foi candidata e não fez nenhum ato de campanha. Em continuidade às investigações, observou-se que ela não teve um voto sequer e nem apresentou prestação de contas, o que é comum em casos dessa natureza.

Os envolvidos responderão por falsidade ideológica eleitoral e apropriação indébita de recursos eleitorais, com penas que podem chegar a onze anos de reclusão.

*Cilada é uma referência à forma ardil que se utiliza para conseguir candidaturas femininas em casos como o ora trabalhado.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

Redação Lado B

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Colunistas

Geek Inclusiva
Geek Inclusiva (8)

Me chamo Alice Caroline, sou deficiente visual, paratleta, apaixonada por atletismo, estudante do ensino médio e amante do mundo geek e dublagem. Inclusão vai além de rampas e placas de escrita braile.

Lemana
Lemana (1)

Centro LEMANA - Lar Espírita Maria de Nazaré, localizado no Macapá-AP. Uma Instituição vinculada a Federação Espírita Brasileira que tem por objetivo principal a prevenção e a posvenção ao suicídio e a assistência aos enlutados e sobreviventes. Existimos desde maio de 2018

Poetas Azuis
Poetas Azuis (4)

Grupo lítero-musical amapaense formado pelos poetas Pedro Stkls e Thiago
Soeiro. Desde 2011 trabalham na divulgação da poesia por meio das
apresentações cênicas e também nas redes sociais. Atualmente o grupo reúne
mais de 100 mil seguidores no Instagram

Publicidade