Notícias

Primeiros fitoterápicos que serão ofertados no SUS do AP vão ser apresentados em workshop

Evento acontece em 27 de novembro; inscrições começaram nesta segunda-feira, 19, no site do evento. Dois remédios serão fabricados pelo Iepa.

 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) realizará, no dia 27 de novembro das 8h às 18h, no auditório do Museu Sacaca, em Macapá, o I Workshop de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Serão 250 vagas para gestores de unidades de saúde, profissionais e acadêmicos de cursos da área da saúde.

 

O workshop tem como objetivo apresentar o programa de implantação de Plantas Medicinais e Fitoterápicos com seus eixos de Manipulação, Dispensação e Capacitação. E vai apresentar dois fitoterápicos regionais e três medicamentos fitoterápicos industrializados elencados na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), que serão dispensados no Sistema Único de Saúde (SUS) do Amapá.

 

As inscrições são gratuitas e começaram nesta segunda-feira, 19, através do endereço  processoseletivo.ap.gov.br. Os participantes ganharão certificado de participação com carga horária de 8 horas. Mais informações sobre o evento podem ser encontradas no site https://saude.portal.ap.gov.br/wpmf/

 

Fitoterápicos

 

Os dois fitoterápicos regionais a serem apresentados no workshop serão fabricados pelo Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa). São eles: Andiroba (Carapa guianensis), para uso tópico indicado como anti-infalmatório e Sacaca (Croton cajucara Benth), cujo uso é feito através da Tintura Sacaca, indicada para a redução do teor de gordura no sangue (colestol e triglicérides) e controle de distúrbios dos rins e diabetes.

 

Os outros três medicamentos industrializados elencados na Rename e que também serão ofertados na rede SUS do Amapá, são: Garra do Diabo (Harpagophytum procumbens), para uso oral indicado como anti-inflamatório e no tratamento da dor lombar baixa aguda e como coadjuvante nos casos de osteoartrite; Unha de Gato (Uncaria tomentosa), anti-inflamatório de uso oral e tópico utilizado nos casos de artrite reumatóide, osteoartrite (artrose) e como imunoestimulante e, Soja (Glycine max), indicado como auxiliar no alívio dos sintomas do climatério, tais como fogachos (ondas de calor) e sudorese.

 

Também serão mostrados os avanços das Plantas Medicinais e Fitoterápicos pelo Brasil, promovendo o compartilhamento de saberes e valorização dos aspectos culturais locais. Tudo para sensibilizar e mobilizar a sociedade com relação às implementações e manutenção, no âmbito do SUS, de ações que promovem o uso de plantas medicinais e fitoterápicos, em consonância com as diretrizes da Política Nacional e do Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PPNPMF) e da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPICS).

 

O evento é fomentado pelo Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (DAF/SCTIE/MS) e organizado pelo Grupo Condutor do Projeto representados pela Sesa, Iepa e Universidade Federal do Amapá (Unifap).

 

Cooperação

 

Mais de 80 especialistas de todo o estado estão sendo capacitados para prescreverem fitoterápicos na rede pública estadual. São médicos, farmacêuticos, fisioterapeutas, enfermeiros, biomédicos, assistentes sociais, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, fonoaudiólogos, entre outros.

 

A oferta de fitoterápicos na rede SUS do Amapá foi estabelecida em Termo de Cooperação Técnica e Científica firmado, em março deste ano, entre a Sesa, Iepa e Unifap e vem para ampliar as opções terapêuticas na recuperação e manutenção da saúde dos amapaenses. De lá para cá, os três órgãos vêm trabalhando juntos para preparar os profissionais que irão manipular e prescrever os medicamentos na rede pública estadual.

 

O novo meio de tratamento será ofertado no Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Cerpis), com a disposição de fitoterápicos, tendo como matéria-prima, plantas da região amazônica.

Redação Lado B

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Colunistas

Geek Inclusiva
Geek Inclusiva (8)

Me chamo Alice Caroline, sou deficiente visual, paratleta, apaixonada por atletismo, estudante do ensino médio e amante do mundo geek e dublagem. Inclusão vai além de rampas e placas de escrita braile.

Lemana
Lemana (1)

Centro LEMANA - Lar Espírita Maria de Nazaré, localizado no Macapá-AP. Uma Instituição vinculada a Federação Espírita Brasileira que tem por objetivo principal a prevenção e a posvenção ao suicídio e a assistência aos enlutados e sobreviventes. Existimos desde maio de 2018

Poetas Azuis
Poetas Azuis (4)

Grupo lítero-musical amapaense formado pelos poetas Pedro Stkls e Thiago
Soeiro. Desde 2011 trabalham na divulgação da poesia por meio das
apresentações cênicas e também nas redes sociais. Atualmente o grupo reúne
mais de 100 mil seguidores no Instagram

Publicidade