Notícias

Ressaca financeira: como organizar as finanças após o Carnaval

© Photo by rawpixel on Unsplash

Especialista dá dicas de como reorganizar os gastos

 

O Carnaval terminou e muitas pessoas acabam extrapolando nas comemorações e também nos gastos, por isso chegou a hora de fazer aquela famosa “faxina” financeira para colocar as finanças em ordem. Mas como fazer essa reorganização?

 

Segundo o especialista em educação financeira do canal Dinheiro à Vista, Reinaldo Domingos, o primeiro passo é assumir as dívidas e começar o processo de educar-se financeiramente, ou seja, mudar completamente o comportamento em relação à administração dos próprios recursos financeiros.

 

“É preciso reverter a situação de imediato e caso tenha gasto demais, procure pelos extratos bancários e veja qual é o tamanho dessa dívida. Se a situação for realmente crítica e tiver que fazer novas dívidas para pagá-las, verifique a possibilidade de negociação para pagamento sem juros. Caso contrário busque linhas de crédito com juros menores e evite ao máximo ficar inadimplente no cheque especial e nos cartões de crédito, que possuem os maiores juros do mercado”.

 

De acordo com o educador financeiro, após esse choque de realidade é o momento de se planejar para o futuro, listar todas as despesas (fixas e variáveis) e fazer uma análise: Há margem para novos gastos? Quais são minhas pendências financeiras?

 

“Após tirar essa fotografia da situação financeira é possível identificar excessos, que geralmente representam cerca de 30% das despesas das famílias. É hora de fazer uma verdadeira “operação de guerra”, ou seja, cortar gastos, fazer um esforço maior para sair da situação de endividamento e evitar que isso se torne uma bola de neve financeira”.

 

Além disso, é possível verificar se existem itens que estão parados em casa, que são utilizados poucas vezes – ou nunca – e que podem ser vendidos. Aparelhos eletrônicos, móveis, roupas, sapatos e brinquedos podem gerar uma renda extra e que pode ser muito bem-vinda nessa situação.

 

Outro passo importante é não deixar de sonhar. Sair das dívidas pode ser um objetivo, mas não o único, portanto é essencial relacionar quais são os sonhos (de curto, médio e longo prazo), saber o quanto cada um deles irá custar, em quanto tempo quer atingi-los e por fim qual o valor necessário a ser poupado para que eles aconteçam.

 

“Não podemos viver apenas para pagar dívidas e contas, é preciso se planejar, e ter sonhos estabelecidos, pois eles serão a nossa força principal para poupar. A educação financeira é a maior aliada nesse caminho, não importa qual seja o tamanho do seu objetivo: aquela viagem internacional, a casa própria, um carro novo, aposentadoria, enfim, construir uma relação mais saudável com o dinheiro é saber que sonhos podem ser realizados”.

 

Fonte: Notícias ao Minuto

Redação Lado B

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Colunistas

Geek Inclusiva
Geek Inclusiva (8)

Me chamo Alice Caroline, sou deficiente visual, paratleta, apaixonada por atletismo, estudante do ensino médio e amante do mundo geek e dublagem. Inclusão vai além de rampas e placas de escrita braile.

Lemana
Lemana (1)

Centro LEMANA - Lar Espírita Maria de Nazaré, localizado no Macapá-AP. Uma Instituição vinculada a Federação Espírita Brasileira que tem por objetivo principal a prevenção e a posvenção ao suicídio e a assistência aos enlutados e sobreviventes. Existimos desde maio de 2018

Poetas Azuis
Poetas Azuis (4)

Grupo lítero-musical amapaense formado pelos poetas Pedro Stkls e Thiago
Soeiro. Desde 2011 trabalham na divulgação da poesia por meio das
apresentações cênicas e também nas redes sociais. Atualmente o grupo reúne
mais de 100 mil seguidores no Instagram

Publicidade